Após receber várias reclamações de mães de alunos, que afirmam que seus filhos estão desde o meio da semana passada sem transporte escolar, principalmente em pontos rurais do município, a Rádio Natividade questionou a secretária municipal de Educação, Paula Ferreira, que admitiu o problema em determinadas linhas.

A dificuldade, de acordo com ela, se dá naqueles trechos sob a responsabilidade do governo do estado, que há meses não paga pelo aluguel dos veículos contratado, o que fez com que muitos de seus proprietários, suspendesse o serviço. Em conversa com o jornalista Vanderson Garcia, a titular da pasta afirmou que caso o impasse não seja sanado nos próximos dias, o município deverá assumir a totalidade do transporte.so

– Fechamos desde que assumimos um acordo com o estado, para dividir as linhas e com isso, economizar. Só que o governo estadual, não está pagando aos profissionais, que estão parando. Nossa prioridade, claro é o aluno na rede municipal, mas caso o problema persista, não teremos outra coisa a fazer, senão encampanar as linhas do estado, para que não ocorra prejuízo na educação como um tudo, – destacou.

Da Rádio Sintonia / Fonte: Rádio Natividade